Padrão de Vida e Qualidade de Vida

Este é realmente um tema muito polêmico e confuso!

Muitas pessoas, com muita frequência, costumam confundir padrão de vida com qualidade de vida e vice-versa.

Padrão de vida refere-se única e exclusivamente a nossos bens e serviços com os quais costumamos conviver.

Está diretamente ligado ao nosso patrimônio pessoal e familiar.

Sendo assim é muito comum encontrarmos pessoas com alto padrão de vida e baixa qualidade de vida, bem como também podemos encontrar pessoas com baixo padrão de vida e alta qualidade de vida.

Na prática, o que precisamos realmente é encontrar, de fato, uma forma de equilíbrio entre o que temos (padrão de vida) e o que somos (qualidade de vida), bem como aquilo que queremos ou praticamos em nossas vidas.

Quando este equilíbrio desejado não acontece de maneira adequada temos um dilema em curso.

E este dilema pode nos levar ao estresse, ao caos, a tristeza, a noites sem dormir e consequentemente, reduzir nossa autoestima de tal maneira que passamos para o campo da infelicidade, do baixo astral, até a depressão às vezes.

Mas, o que vem primeiro, o ovo ou a galinha?

Normalmente, muitas pessoas pensam que se conseguirem obter um alto padrão de vida, terá por consequência, uma alta qualidade de vida.

Infelizmente isto não é verdade!

Nós podemos aumentar nosso padrão de vida trocando nosso tempo por receita, ou seja, trabalhando mais, buscando novas fontes de renda, mas isto terá um efeito colateral grave e muitas vezes danoso.

Padrão de vida na prática refere-se mais a um estilo de vida que pressupõe um alto padrão em termos de bens e serviços, normalmente associado a status social, roupas e automóveis exclusivos ou de grifes caríssimas, local de residência privilegiado, restaurantes requintados, entretenimento de luxo e etc.

Na prática, para obter um bom padrão de vida é necessário ter um ótimo poder aquisitivo, pois somente com muito dinheiro se tem acesso aos recursos citados acima.

Mas, voltando ao dilema!

É muito comum encontrarmos pessoas que ao obterem sucesso nas suas carreiras, aumentam proporcionalmente seu padrão de vida, sem se preocupar com seu “mindset”, ou seja, com sua maneira de pensar.

Outras pessoas vislumbram um determinado padrão de vida, muitas vezes incompatível com seu poder econômico financeiro e de uma hora para outra se vem completamente deslocadas e infelizes.

Certamente, você já deve ter ouvido um ditado popular que diz:

“A grama do vizinho é sempre mais verde!”

Este ditado é muito aplicado entre as pessoas que estão vivendo o dilema entre qualidade de vida e padrão de vida.

Uma pessoa tentando “ter” ao invés de “ser” gastará o que não tem para viver um sonho vazio e desnecessário.

“O consumismo é um ato onde você compra o que você não precisa, com o dinheiro que você não tem, para impressionar pessoas que você não conhece a fim de se tornar uma pessoa que você não é!”

Deixe seus comentários aqui em baixo e compartilhe conosco sua opinião!

Um Grande Abraço!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of